Bora Bora: O verdadeiro Paraíso

11 de julho de 2016 por Keylla Victor
DSC01042

Em se tratando de Paraíso na Terra, Bora Bora figura a lista dos  Top # 5.

Neste caso digo que  Bora Bora impressiona muito, o mar tem uma cor indescritível os hotéis parecem pertencer a paisagem local, é como se eles tivessem nascido ali e fizessem parte daquela pintura.

Todas as vezes que faço minhas inúmeras pesquisas antes de viajar, consulto sites e blogs do mundo inteiro, mas se o destino inclui praia e mar eu só acredito se for a opinião de brasileiros, seja um blog, um site ou até mesmo no próprio TripAdvisor, pelo simples motivo que nós brasileiros somos muito mimados no quesito praia e mar, somos donos de uma costa privilegiada, Ubatuba que fica a duas horas da minha casa tem praias lindas, então quando um brasileiro diz que é lindo, pode crer que é mesmo…

Depois de Bora Bora estivemos em Maurícius, Vanuatu, Maldivas  (podem ficar tranquilos, vou falar sobre elas também rsrs) e em mais uma dezena de ilhas paradisíacas, todas muito lindas,  mas nenhum lugar ainda chegou aos pés de Bora Bora.

BORA BORA

A Lagoa de Bora Bora
A Lagoa de Bora Bora e o “motu” Otemanuo ao fundo

CIMG1857

 

A Polinésia Francesa

As 118 ilhas e atóis que compõem a Polinésia Francesa, no Pacífico Sul, ocupam uma área que equivale à metade do tamanho do Brasil. Incluindo água e terra, são mais de 4 milhões de quilômetros quadrados no meio do oceano.

A Polinésia é formada por cinco arquipélagos: ilhas da Sociedade, Marquesas, Austrais, Mangarevas e Tuamotu. Entre os arquipélagos, o mais famoso, e frequentado, é o da Sociedade, onde se encontra a maior ilha da região, o Tahiti  onde a capital Papeete serve como  porta de entrada de todos os turistas que visitam a região, além das ilhas de Bora Bora e Moorea. Chamado pelos habitantes locais de “Tahiti et ses iles” (Tahiti e suas ilhas).

Keylla e Lara no aeroporto internacional de Papeete.
Aeroporto internacional de Papeete.

Bora Bora

A união perfeita entre o azul do mar, as areias brancas e o verde dos “motus” (ilhotas formadas por corais) nos dias de sol (que não são raros)…  o turista é presenteado com um cenário absolutamente perfeito e irresistível.

A ilha é toda rodeada de “motus”, o que deixa as águas quase paradas e com aparência de lagoa azul, ideal para a prática do snorkel.

Para a grande maioria, Bora Bora é um destino de lua-de-mel, os casais apaixonados estão por toda parte, para nós foi um ótimo destino em família, é levamos a Larinha, e não nos arrependemos, tudo bem que ela deixou o local mais agitado…

Claro que ela era a única criança do hotel, que por sinal era incrível, ganhamos um up grade logo no check-in, depois percebi que nosso bangalô era o mais afastado possível dos outros rsrsr. Por quê será? rsrs http://thalasso.intercontinental.com.

Vista aérea de Bora Bora
Vista aérea de Bora Bora

CIMG1840

O transporte até Bora Bora é sempre feito durante o dia em aviões pequenos e a vista aérea da ilha já vale a viagem.

Ao desembarcarmos no pequeno Aeroporto de Bora Bora, funcionários do Hotel nos aguardavam, para mais 45 minutos de barco até o hotel.

CIMG1871 CIMG1866 DSC00896

 

No percurso entre o aeroporto e o hotel já  podiamos ter uma idéia do que nos aguardáva…

O percurso de barco até o hotel é de tirar o fôlego.
O percurso de barco até o hotel é de tirar o fôlego.
DSC00924
Diversos hotéis oferecem bangalôs sobre as águas.

O Hotel conta com uma doca exclusiva para hóspedes,onde fomos recepcionados por dançarinos locais, que distribuiram colares de flores e que nos conduziram alegremente até recepção para o check in.

Logo no Check in o hotel já mostra sua eficiência 5 estrelas através de um check in exclusivo onde os hóspedes se acomodam sentados, saboreando um “welcome drink”, apreciando a vista, enquanto os funcionários rapidamente efetuam o check in um por um.

DSC00884 DSC00881 DSC00938 DSC01009

Check in exclusivo, ninguem em pé no balcão
Check in exclusivo, ninguém em pé no balcão.

 

 

DSC01007

Nosso Bangalô era espetacular, projetado para que não deixássemos  de apreciar as maravilhas do local, nem quando estávamos tomando banho.

Para não perder a paisagen de vista nenhum segundo.
Para não perder a paisagem de vista nenhum segundo.
DSC00963
A cama também com vista para o mar.

CIMG2083

A sala do nosso Bangalô que virou o quarto da Lara.
A sala do nosso Bangalô que virou o quarto da Lara.

Esta mesinha de vidro no centro da sala ,abria para que pudéssemos alimentar os peixes.

A Lara não resistiu e foi para baixo da mesa.

Lara e Gilberto nadando embaixo do bangalõ
Debaixo da mesa.
Nosso Bangalô sobre as águas.
Nosso Bangalô sobre as águas.
O quintal! rsrs
O quintal! rsrs

DSC01040

 

Tratamento lua-de-mel até no nosso bangalô.
Tratamento lua-de-mel até no nosso bangalô.

CIMG2067  DSC01153

 

Nosso pacote incluía café da manhã e jantar, recomendo a todos esta opção pois a comida no hotel é muito cara, já que eu estava com criança, fui munida de bolacha recheada, bisnaguinha, nescauzinho e outras bobagens que salvavam o dia não só para ela mas para nós também.

Na praia do hotel
Na praia do hotel

DSC00942

 

No jantar a comida é boa mas nem todos os dias era muito farta, dia sim dia não o jantar era servido no sistema de Bufett, caso contrario era à la carte e dava para notar, que principalmente os homens, saiam ainda com um pouco de fome, os dias de Bufett agradavam a todos.

O próprio hotel vende diversos passeios de barco  pelas praias e mergulhos, nós fomos mergulhar com os tubarões, alimentar  as arraias e brincar nas águas transparentes de praias absolutamente desertas.

CIMG2014
Os diversos tons de azul do mar.

CIMG2017

CIMG1925

CIMG2018

CIMG1979

CIMG1988

CIMG1984

CIMG1971

CIMG1928 CIMG1927 CIMG1954

Diariamente no final da tarde, muitas arraias vem para serem alimentadas pelos turistas na praia do hotel, um show a parte.

DSC00970

Nosso hotel ficava ao lado do http://www.lemeridien-borabora.com/ onde pudemos alimentar e  nadar com dezenas de tartarugas marinhas. Para chegar até lá pegamos emprestado dois caiaques do hotel e fomos remando.

O Le Meridien dispõe não só de bangalôs sobre as águas, mas conta também com opções de bangalôs espalhados pelos jardins do Hotel e também na areia da praia bem de frente para o mar, opções de hospedagens um pouco mais econômicas.

CIMG2100
A água é tão clara que parece que ela esta voando.
As tartarugas marinhas sempre voltam ao local que nasceram para botar seus ovos
As tartarugas marinhas sempre voltam ao local que nasceram para botar seus ovos

 

PAPEETE

Papeete, a capital da ilha do Tahiti, para definirmos temos que pensar em São Paulo na versão Polinésia Francesa, com prédios, carros e congestionamento mas, com um mar lindo em volta.

Ficamos lá somente um dia na volta mas valeu a pena. O hotel http://tahiti.intercontinental.com também surpreendeu pela beleza e infra estrutura, mas depois de Bora Bora tudo parece meio sem graça, rsrs.

DSC01179 DSC01169 DSC01114 DSC01112 DSC01108 DSC01128 DSC01127 DSC01112 DSC01109 DSC01126

A lagoa cheia de peixes bem no centro do hotel é realmente incrível, garante muitas horas divertidas com ou sem o snorkel.

 

DSC01067 DSC01080 DSC01072

Lagoa como atração central do hotel, lotada de peixes.
Lagoa como atração central do hotel, lotada de peixes.

Como Chegar:

A rota mais comum para a Polinésia Francesa é via Santiago do Chile, de lá para Ilha de Páscoa, de Páscoa até Papeete, por conta do fuso horário fomos obrigados a pernoitar em Papeete e só no dia seguinte pudemos viajar para Bora Bora.

https://www.airtahitinui.com é quem faz o transporte para as ilhas, no aeroporto cada hotel cuida do transporte de seus hóspedes, alguns vão de carro outros de barco, tem até hidroavião.

Onde Ficar:

Em Bora Bora tem de tudo, desde hospedagem em casa de família local, pequenas pousadas e grandes Resorts de Luxo, mesmo na categoria Resort os preços podem variar bastante vale pesquisar e antes de escolher ler e reler os comentários no http://www.tripadvisor.com.br/.

Particularmente não sou muito adepta aos  pacotes turístico, mas neste caso o valor praticado pela operadora era muito menor do que se eu fizesse tudo via internet. Comprei tudo pela http://www.queensberry.com.br e não tive nenhum problema.

Onde Comer:

A cidade em si não tem muito para oferecer, nós não fizemos nenhuma refeição fora do hotel, mas sei que existem alguns restaurantes como o La Villa Mahana e o Bloody Mary para quem fica hospedado em pousadas e hotéis mais perto do centro.

Dica Extra:  

Se você curte vinhos ou espumantes, aproveite sua passagem pelo Chile e compre para levar para Polinésia, você não vai se arrepender, os preços nos hotéis são inviáveis nós levamos 5 garrafas, sempre evitando consumi-las nas áreas comuns do Hotel, é claro… mas com aquela vista quem precisa de piscina?

Comentários

comentários